quinta-feira, 11 de abril de 2013

A Gramática como Sistema de Regras

A primeira elaboração do modelo gerativista conhecida como gramática transformacional e foi desenvolvida e reformulada diversas vezes durante as décadas de 1960 e 1970.Os objetivos dessa fase do gerativismo consistiam em descrever com os constituintes das sentenças eram formados e como tais constituintes transformavam-se em outros por meio da aplicação de regras.Por exemplo,a sentença "A universidade contratará novos professores brevemente" possui seis itens lexicais,que estão organizados entre si através de relações estruturais que chamamos de marcadores sintagmáticos,e tais marcadores poderiam sofrer regras de transformação de modo a formar outras sentenças,como "Novos professores serão contratados",Quem serão contratados? O que a universidade contratará?,etc.Ou seja,os gerativista perceberam que as infinitas sentenças de uma língua eram formadas a partir da aplicação de um finito sistema de regras  (a gramática)que transformava  uma estrutura em outra (sentença ativa em sentença passiva,declarativa em interrogativa,afirmativa em negativa,etc.)- e é precisamente esse sistema de regras que,então,se assumia como o conhecimento linguístico existente na mente do falante de uma língua,o qual deveria ser descrito e explicado pelo linguista gerativista.
Sintagma= é o conjunto de elementos que exercem relação de dependência dentro da sentença.
SN=Sintagma Nominal
Geralmente formado por um determinante (DET) e o núcleo (N)
SV=Sintagma verbal tem como núcleo o verbo.Geralmente vem acompanhado por um SN ou outro sintagma.
SP= Sintagma Preposicionado,tem como núcleo uma preposição.Geralmente vem acompanhado por um SN.
Sadv=Sintagma Adverbial,tem como núcleo um advérbio.Geralmente,é o desmembramento de outro sintagma.
Sadj=Sintagma Adjetival,tem como núcleo um adjetivo.

Vejamos um exemplo.

Diagrama Arbóreo






Os gerativistas defendiam que com um número finito de regras gramaticais podemos formular infinitas sentenças de uma língua. Esse princípio do gerativismo ficou conhecido com Propriedade de Infinitude Discreta.
Os linguístas gerativistas tem dois princípios: a Competência e o Desempenho linguístico.

A competência destaca-se como a nossa capacidade de produzir variadas sentenças, ou seja, o sujeito sabe produzir sentenças de acordo com uma gramática interna, no qual, já sabemos distinguir uma frase gramatical ou agramatical. Assim, consideremos os seguintes exemplos:

Exemplos: 

       Nós acordamos cedo para ir à escola.

           Os amigos nunca viajaram de avião.

        O pintor foi admirado pelo seu quadro. 

        Meu filho odeia tomar medicamentos.

          Ficaram aborrecidos pelas falsas promessas.

      O professor tem parentes no Recife.

       Todos são capazes de realizar seus sonhos



      

De acordo com uma gramática interna de cada sujeito, cada um sabe distinguir que essas  sentenças são pertencentes à normatividade, ou seja, gramaticalidade. Entretanto, podemos ter as seguintes formas:

Exemplos: 


        *Que saudades casa da minha.

        *É tarde para aprender nunca.

         *Faço parte desta eu história.

        *Elogiado sua foi técnica o  artista.

        *Os encontrados ladrões foram.

         *Sala saiu da o professor.

        *Poucos hoje votaram alunos.


Diante dessas sentenças, podemos observar que são frases agramaticais da língua portuguesa ( por isso que as frases aparecem antecidida do asterisco, que indica a agramaticalidade) e com isso cada sujeito falante do português irá saber interpretá-la.


Como Desempenho, temos as produções dos enunciados. Consideremos o seguinte exemplo:

Em um aniversário de 15 anos, o namorado da debutante  quando foi agradecer, disse a seguinte oração:
"Fico Muito Agradetido."

De acordo com a oração anterior, o namorado em vez de falar "agradecido" pronunciou "agradetido". Assim, a partir dessa situação,o namorado cometeu um pequeno erro no pronunciar, no que não significa que seus conhecimentos de português tenha sido abalado. O que ocorreu não foi um problema de conhecimento, mas sim no uso, de Desempenho (também conhecido por perfomance ou,ainda,atuação) e envolve diversos tipos de habilidade que não são linguísticas,como atenção, memória, emoção,nível de estresse,conhecimento de mundo,etc.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário